M. 30 anos chegou ao AMGI através do site, pois procurava na verdade uma clinica de aborto. Como não é especificado detalhes, M. nos ligou e marcou um horário. Assim que chegou, já perguntou como seria feito o procedimento e então foi realizada a abordagem. E ela assistiu ao vídeo o Grito Silencioso. Ao final, M. começou a chorar e disse que não gostaria de fazer o aborto, mas estava sendo forçada pelo namorado. Ela contou que já sabia o sexo do bebê, que era uma menina. Orientamos M. que ela poderia contar com o apoio do AMGI e que estaríamos dispostas a ajudá-la se caso ela desistisse da ideia do aborto. Ela se emocionou e disse que levaria a gravidez adiante. Hoje graças a Deus, M. chegou ao final da gravidez e é mãe de uma linda menina. Sua vida foi transformada para a glória de Deus!

 

A. 40 anos chegou grávida de três meses, ela tentou abortar, mas não conseguiu. A. é missionária, já viajou muito em missões, mas sempre teve o sonho de se casar, mas cansou e se envolveu com um rapaz do mundo, ficaram noivos, ele foi para igreja e aceitou Jesus, após este período A. descobre que ele tinha outra mulher e que a mesma estava grávida dele, A. o questionou, mas ele disse que teve que procurar outra mulher, pois A. não tinha relação sexual com ele, então A. se entregou para ele e ficou grávida. Agora ele não quer saber mais dela e da criança. A desistiu do aborto hoje ama sua filha e se arrepende de um dia ter tentado abortá-la.

 

S. 31 anos chegou grávida de quatro meses e tem uma filha de nove anos, é profissionalmente realizada, mas com autoestima muito baixa que reflete em suas escolhas de companheiros e dificuldade nos relacionamentos, diz ser batizada, mas não consegue se firmar na igreja, sua mãe diz ser crente mais de pouco conhecimento. S. tem uma doença chamada hemagioma e ela confessa que sempre trouxe para ela problemas de autoestima. Segundo S. está muito incomodado com a barriga e que tem vergonha de estar grávida, e que chegou muito ansiosa e não consegue amar essa criança. S. foi acompanhada durante toda gestação e hoje está bem com ela mesmo e com a linda menina que nasceu saudável, e é muita amada pela mãe e pela família. S. é muita grata e diz que aprendeu muito em todo o período que passou conosco no AMGI, vou levar o que passei ai por toda minha vida.

 

L. 19 anos foi indicada por uma amiga, está grávida do segundo filho. Sua filha tem 4 anos e mora com a avó paterna, por ela não ter condições de cuidar da filha, pois o pai da criança agrediu ela e quebrou seu braço,então não teve como trabalhar e cuidar da filha,então a avó ofereceu para cuidar no período que ela estaria impossibilitada. Quando melhorou foi buscar a filha, mas a filha não queria mais ficar sem a avó, chegou ate a passar mal, pela falta da avó. Então L. deixou a filha viver com a avó e foi cuidar da sua vida. Agora está grávida de 5 meses e está depressiva, deixou de tomar os medicamentos tentou suicídio 3 vezes, a ultima estava de 2 meses de gestação.esteve nos atendimentos foi muito acompanhada hoje já esta com seu bebe nos braços feliz e grata por tudo que aprendeu e pelo carinho e cuidado que recebeu no AMGI, através de atendimentos e aconselhamentos hoje pode dizer que é uma pessoa melhor.