Atualmente ser gestante não só significa viver um período  de novas emoções e expectativas, mas se tornou um momento de medo e ansiedade para mulheres de todo o Brasil. O surto da doença Zika Vírus transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti associado aos casos de microcefalia  têm assustado e muito a população. Com essa preo- cupação, nossa igreja abraçou a campanha da Prefeitura de Belo Horizonte contra a proliferação  do mosquito e conta com o Ministério de Apoio a Mulheres numa Gravidez Indesejada (AMGI) para orientar e tranquilizar as grávidas.

O ministério AMGI, que atende mulheres e realiza o acompanhamento das gestantes antes e após o nascimento da criança, organizou uma palestra que será realizada no dia 9 de abril com o objetivo de tratar vários assuntos que envolvem a vida da gestante. A abordagem sobre o Zika Vírus responderá algumas questões, como: “O que é o Zika?”, “Se estou com Zika, meu filho terá microcefalia?”, além disso será compartilhado exemplos de mães que tiveram filhos com microcefalia e que isso não justifica o aborto. Para Katilene Silva, líder do ministério, é preciso combater o argumento satânico de que é melhor para a criança e para os pais que ela seja abortada. “Nós, como um ministério a favor da vida, não acreditamos no que a mídia diz: que a mulher não deve engravidar ou que a gestante que contrair o Zika Vírus deve abortar. Acreditamos em um Deus que tudo pode fazer, estamos no mundo, mas não somos do mundo. Portanto, não temos que viver presos ao que o mun- do diz. Confiamos em Deus e lutamos pela vida” disse.

Na palestra, será abordado também os seguintes temas: “Depressão pós-parto e rejeição na gravidez”, “Sou mãe, e agora?”, “Não gosto do meu bebê”, “Estou grávida, mas não me sinto preparada”. Todas essas questões serão de extrema importância no auxílio às mulheres que estão em conflitos e dificuldades na gravidez.

Para tratar assuntos tão delicados, a médica Sara Assad, especialista no atendimento à família, e a psicóloga Juliana Goulart, voluntárias do ministério  vão conduzir a atividade. Além da palestra, haverá momentos de bate-papo, testemunhos  de mães que venceram as dificuldades da gestação e um momento de comunhão em que será servido um delicioso lanche. Com a ajuda do ministério , muitas mães e bebês já receberam uma nova oportunidade de viver, evitando problemas físicos e psicológicos por meio de aconselhamentos com psicólogas e conselheiras. A função principal do ministério é orientar as mães, mesmo em situações difíceis, a não optarem pelo aborto.

Portanto, você que está grávida ou conhece alguma gestante, participe! A reunião será realizada, das 9 às 12 horas, no Salão dos Diáconos, à Rua Joazeiro, no 29, Bairro São Cristóvão, em Belo Horizonte (MG). A entrada é franca, mas é necessário fazer inscrição pelo e-mail amgi.vida@yahoo.com. br, informando nome e contato ou falar com a Natália pelos números (31) 2551-8525 / 2552- 2799 / 99272-8754.

Repórter  Renata Giori – domingo 13 março 2016 – Jornal Atos Hoje – Edição  11 – Ano 50